sábado, 20 de fevereiro de 2010

Saudade

Se minha mãe estivesse viva, hoje estaria fazendo 81 anos. Para nós que ficamos, ela nunca parecerá tão idosa, pois se foi logo depois de completar 70. Mas quando penso nela, imagino-a ainda mais nova, sempre sorridente, pronta a nos contar alguma coisa engraçada ou espirituosa.

É uma herança boa. Do jeito que ela era.

2 comentários:

Lia disse...

Um dia ela me disse "Meu velho não é velho o seu pode ser", é verdade, nossos velhos não envelhecem, são sempre muito novos para nos deixar. Beijos

Roberto Gadelha disse...

Ela continua sorrindo no céu vendo todos nós sentindo esta carinhosa saudade dela.